No Divã
Tristeza ou depressão? Aprenda
por A Redação    Dia 10/12/2015      No Divã

Um aperto no peito, desânimo para desempenhar as atividades do dia, choro fácil, pessimismo,ansiedade… Quem nunca sentiu ao menos um destes sintomas que atire a primeira pedra. E se a depressão é o mal do século, a tristeza não tem sido debatida como deveria. E muitas vezes fica a pergunta: até onde vai a tristeza? Onde começa a depressão?

Para a psicóloga clínica especialista em Neuropsicologia, Vânia Cristina, “estar triste não é um problema, mas a tristeza ajuda o indivíduo a separar um tempo para elaborar perdas ou até mesmo elaborar o que o descontenta e está deixando-o triste.” Em outras palavras, por mais que hoje em dia o que se diz por aí é que é preciso estar sempre alegre e contente, a tristeza também tem o seu papel no equilíbrio do ser humano. Ela é natural em momentos de perda e situações de crise e não deve ser ignorada. Mas se essa tristeza persiste e, mesmo semanas depois do episódio que desencadeou o sentimento a pessoa ainda não demonstra sinais de melhora fique atento: a tristeza pode estar se transformando em depressão. A psicóloga alerta: “a depressão é uma doença, entretanto, amigos e até familiares começam a dizer que é “frescura”, falta de força de vontade e começam a dar palpites para a pessoa se ajudar. É necessário compreender que depressão não é sinal de fraqueza, a pessoa apenas está indecisa com relação à tudo, e portanto precisa de ajuda”.

Quais são os sinais de que o quadro está se agravando?

 

  • Insônia
  • Desmotivação constante
  • Alterações de apetite (falta ou aumento da vontade de comer)
  • Dificuldades para concentração
  • Desânimo profundo (desmotivação para trabalhar, para desenvolver tarefas diárias e até para sair da cama)
  • Falta de vontade de estar entre outras pessoas (no caso de pessoas que são casadas, por exemplo, há desânimo até mesmo para fazer sexo ou relacionar-se com o cônjuge)
quadrinho_depressao

E se todas as doenças fossem tratadas como a depressão?

E o que fazer?

Dificilmente quem está depressivo tem disposição para procurar ajuda. Muitas vezes, o indivíduo chega até tentar mascarar o problema, o que dificulta ainda mais o diagnóstico. Se este é o seu caso, por mais difícil que seja, converse com um amigo, peça ajuda, busque um profissional. Você não precisa sofrer sozinho e em silêncio!

E você, que não sofre com a depressão, pode ser que você conviva com alguém que esteja passando por este mal. Preste atenção, não ignore! A depressão muitas vezes é vista como “má vontade”, “preguiça”, “falta de Deus”. Mas esta é uma doença que precisa ser tratada com seriedade. Não se omita. :)

A Redação
COMENTÁRIOS
Comente com
MAIS LIDAS